flower3.gif (3003 bytes)

POESIA WAKA DO IMPERADOR MEIJI

Na Usui Reiki Ryoho Gakkai no Japão, mantém-se a tradição de, na prática da Hatsurei-Ho, cantar poesia Waka (A forma poética waka consiste em 5 sílabas na 1.ª linha, 7 na 2.ª, 5 na 3.ª , 7 na 4.ª e 7 sílabas na 5.ª linha.) do Imperador da época Meiji (entre 1868 e 1912). Os poemas são recitados, ou cantados, de uma forma muito específica. O cântico, a cedência e o ritmo ajudam a desenvolver uma consciência atenta e a purificar a mente para a Hatsurei-Ho.

Os poemas recitados são num total de 125. Deixamos aqui alguns exemplos desses poemas...

1 - A Lua
Mudanças profundas ocorrem
Porque tantas pessoas
Partiram deste mundo
Mas a Lua numa noite de Outono
Permanece sempre igual
2 - O Céu
Azul claro e sem nuvens
O grande céu
Também eu gostaria
De ter um espírito assim
3 - Em Geral
Sempre que penso
Nos agricultores que sofrem
No calor dos arrozais
Não posso dizer que está calor
Ainda que seja o caso
10 - A Onda
Num momento tempestuosa
No outro, calma
A onda do oceano
É na verdade
Tal qual a existência humana
11 - Em Geral
Se o teu passado
É abastado
E sem problemas pessoais
As tuas obrigações humanas
São facilmente esquecidas
12 - Irmãos
Por vezes neste mundo
O vento abana as casas
Mas os problemas são ultrapassados
Se os ramos da árvore (família)
Crescerem harmoniosamente
13 - O Espírito
Seja o que for que aconteça
Em qualquer situação
É meu desejo
Que o meu espírito se mantenha
Sem fronteiras
14 - Remédios
Em vez de comprar
Uma grande quantidade de remédios
É bem melhor
Cuidar do próprio corpo
15 - Em Geral
À noite, o som dos mosquitos
Faz-me pensar
Em que margem do rio e em que campo
Aqueles que foram para a guerra
Tiveram de passar a noite
16 - Educação
As jovens senhoras (japonesas)
Estudam arduamente
E pensam nas pessoas virtuosas
Como suas professoras
32 - Pais
O espírito da paternidade:
Ainda que
Já tenhas crescido bastante
Os teus pais ainda te vêm
Como uma criança
33 - Em Geral
Os soldados que vão para a guerra
Deixam as suas famílias em casa
Quão corajosos
E dedicados
Ao seu país!
34 - Aves
As aves voam livremente
No grande céu
Não se esquecendo
Da sua casa
E de lá regressar
35 - Aprendendo
Devias saber
A partir da forma
De como as crianças aprendem
Quanto mais praticas
Melhores resultados alcanças
36 - Gotas de Orvalho nas Flores
As jovens estudantes
Reunidas no campus
Parecem tão frescas
Quanto os Amores Perfeitos
(Adornados) com gotas de orvalho
37 - Sinceridade
A sinceridade
Do coração humano
Neste mundo
Até faz uma deidade irada
Chorar
38 - Em Geral
É apropriado
Apreciar as flores
Depois de completares o trabalho
Que é suposto fazeres
55 - Medicina
Para o bem do nosso país
Gostaria de dar
O elixir da imortalidade
Ao ancião em qual
Eu gostaria de viver
56 - Os Idosos
Os idosos
Repetem as suas memórias
Mais e mais
Mas escondidos nas suas palavras
Há valiosos ensinamentos
57 - Fim da Tarde
Quando o sol
Começa a pôr-se
Tenho saudades do dia
Que passei
Cheio de preguiça
58 - Coração dos Pais
O sonho da noite de Primavera
Dos faisões
Que se preocupam com os seus descendentes
No campo queimado, suponho que
Não seja pacífico
59 - Medicina
O conselho
Dos sinceros
É como uma útil medicina
Mesmo para
Os saudáveis
60 - Em Geral
Mesmo um atarefado
Pode arranjar tempo
Seja para o que for
Que realmente queira
Fazer
61 - Relva de Verão
A relva de Verão
Representa
O mundo atarefado
Que continua a crescer
Apesar de a cortares
77 - O Coração dos Pais
Todos irão
Lembrar e compreender
O coração dos pais
Quando eles próprios
Envelhecerem
78 - Sugestão, Conselho
Os ensinamentos dos pais
Consistem de pequenas coisas
Ainda assim são a tua base
Para ir (e ganhar)
no espaçoso mundo
79 - Palavra e Sentimento do Florescimento
Apesar de logo caírem após se abrirem
O desabrochar das cerejeiras da montanha
Floresce e espalha a sua fragrância
Durante anos e anos
Sem nunca reclamarem
80 - Pó
É bom
Livrares-te do pó
Quando ele acumula
Ainda que não encontres
Nada de belo debaixo dele
81 - Aprendendo
Lamento
A minha atitude de criança
Que aprender
Não compensa
O esforço
82 - Reminiscência
Penso acerca
Da vida do (meu) povo
Como eles vivem
Vem a chuva
Vem o Sol
83 - A Estrada
(O objectivo) é longínquo
Mas se te puseres ao caminho
No qual o humano deve caminhar
Suponho
Que não haverá qualquer perigo
98 - Mente
Mundo largo e espaçoso
Comunicando
A mente humana
Facilmente se bloqueia
Nos seus estreitos espaços
99 - Idosos
Não deves reclamar
Somente porque
Ficas-te idoso
Existe um caminho (gracioso)
Para viver com essa idade
100 - Chefe de Família
A família prospera
Se o chefe da família
Está tão enraizado
Como o poste principal da casa
101 - Reminiscência
Liderando o país
Para que seja visto como bom
Faço o meu melhor
Usando as minhas faculdades
Ao máximo
102 - Professor
Ainda que te tornes um especialista
Dum assunto qualquer
Não te esqueças
Do que te foi ensinado
Pelos teus professores
103 - O Jornal
Tanta gente lê o jornal
Por conseguinte
Dever-se-ia escrever
Sobre o que é significativo
Em vez do mundano
104 - Água
Que pena
Apesar da fonte
Ser pura e clara
A água torna-se suja
Quando flui por um riacho poluído
119 - Prática (Espiritual)
Escolhido para ser
Um guia
Do mundo
Deve-se ter
Uma atitude correcta
120 - Prática (Espiritual)
A menos que o teu trabalho aponte
Para o bem estar geral
É muito difícil
Conduzir
Os povos neste mundo
121 - A forma correcta de pensar
Através do oceano
E em todos as direcções
Eu penso em todos os povos como irmãos
Qual é o motivo da guerra neste mundo?
122 - Em Geral
Prostrado ali:
Um Amor-Perfeito
Trazido à margem do rio
Pela corrente
Ainda a florescer...
123 - Jogo (de Crianças)
Apesar de encontrares um jogo
Se gostarias de o jogar
Não negligencies
As coisas importantes
Na vida
124 - Em Geral
Olha para ti
Com frequência,
Sem te aperceberes
Podes ficar perdido
E cometer erros
125 - O Espelho
Devo polir o meu eu
Mais e mais
Para usar o claro
E brilhante coração dos outros
Como um espelho

© Copyright, Sandra Ramos e Jorge A. Ramos