SIGNIFICADO DE «KARUNA»

Karuna é uma palavra oriunda da «mãe» das línguas indo-europeias (o sânscrito), que significa «compaixão». Compaixão é uma das virtudes e forças que iluminam o caminho da ascensão, tornando linear e transparente, a rede aparentemente caótica desenhada pelos papéis que cada Ser desempenha, ao serviço da evolução do Todo.

Pessoas iluminadas, santos e outros indivíduos, têm afirmado ao longo dos tempos, aquilo que hoje em dia, nesta Nova Era, se torna cada vez mais evidente: todos os seres são apenas um só.

Com base nesta evidência, facilmente se entende que quando ajudamos os outros no seu processo de cura, ou quando nos ajudamos a nós próprios, todos os seres são beneficiados - incluindo o nosso lar comum, a Terra.

Como precioso auxílio nos processos de cura, os Seres Compassivos (Anjos, Arcanjos, Mestres Ascensionados e outros), ajudam ao fluxo de uma quantidade ilimitada de Luz da Fonte na nossa direcção. Mas nem todos estamos despertos para receber essa Luz, nem todos estamos consciente da existência e das potencialidades da mesma.

É nesta sequência, que surgem sistemas de cura e desenvolvimento humano como o Karuna: para nos religarmos conscientemente às vibrações de Luz e Amor da Fonte e usarmos essa Energia para a nossa cura e iluminação.

Para facilitar esta religação consciente, trabalha-se com símbolos que representam as vibrações de cura da Fonte e que funcionam como uma ponte, não só para a Fonte, mas também para os Seres Compassivos do Universo (que ajudam a veicular a Luz); faz-se também uso de diversos métodos de tratamento (presenciais e à distância) e de diversas meditações de sintonia que auxiliam o praticante de Karuna a abrir e a expandir duma forma consciente, o seu coração compassivo.


Frequentemente a palavra Karuna (sânscrita) é confundida com a palavra Kahuna (havaiana). "Kahuna" é uma palavra composta por duas outras: "Ka" que significa "Guardião" e "Huna" que significa "Segredos"; "Kahuna" deve entender-se como "Guardião dos Segredos" e não confundir-se com "Karuna" que significa literalmente "Compaixão".

Dados históricos dizem-nos que "Kahuna" era o Mestre Espiritual que guardava o conhecimento da tradição sagrada; quando os Ingleses colonizaram o Havaí, as práticas dos Kahunas foi proibida e estes tiveram de se ocultar; hoje, as mesmas práticas estão de novo a emergir e a ficarem disponíveis para a cura.

Esta informação, sobre a palavra havaiana, foi extraída do sítio de uma sítio de uma Kahuna onde poderá encontrar mais informação sobre as suas práticas.